Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Fogos na Pampilhosa da Serra e Castro Daire já foram dominados

Incêndios continuam a exigir a atenção de centenas de bombeiros.
Lusa 10 de Outubro de 2017 às 04:51
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra
Fogo em Pampilhosa da Serra

O incêndio que deflagrou na sexta-feira à noite na Pampilhosa da Serra, distrito de Coimbra, foi considerado dominado esta terça-feira pouco depois das 11h00, anuncia a página na internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

De acordo com a fonte, o incêndio continua, no entanto, a exigir a atenção de quase 600 bombeiros, apoiados por 177 veículos e dois meios aéreos.

Hoje de manhã, o presidente da Câmara de Pampilhosa da Serra, José Brito, tinha dito à agência Lusa que o combate estava a correr bem e que o fogo tinha apenas uma frente ativa.

"Durante a noite, os bombeiros e os operacionais no terreno efetuaram um excelente trabalho e extinguiram duas das três frentes de fogo que ontem [segunda-feira] persistiam", salientou José Brito.

Uma casa, uma garagem e várias máquinas agrícolas já arderam neste incêndio, adiantou o autarca.

O fogo, que teve início pelas 23h20 de sexta-feira, em povoamento florestal próximo de Castanheiro, localidade da freguesia de Fajão e Vidual, no município de Pampilhosa da Serra, alastrou ainda ao concelho de Arganil, também no distrito de Coimbra.

O incêndio obrigou os dois municípios a ativarem o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil.

Dois bombeiros de Cantanhede ficaram feridos neste incêndio, na sequência de um acidente com um autotanque, mas já tiveram alta hospitalar.

Fogo de Castro Daire está dominado
O fogo que lavrava desde segunda-feira à tarde no concelho de Castro Daire foi dado como dominado hoje de manhã, segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

De acordo com a página na Internet da ANPC, no terreno mantêm-se 95 operacionais, apoiados por 31 meios terrestres e dois meios aéreos.

O incêndio teve início às 15h08 de segunda-feira, na localidade de Vitoreira, freguesia do Cabril, e obrigou ao corte da Estrada Nacional 225 entre Ester e Cabril.

Também os incêndios que lavravam em Nelas e São Pedro do Sul entraram em resolução esta terça-feira.

Fogo da Pampilhosa da Serra consumiu mais de 6.500 hectares de florestas
O incêndio florestal que começou na sexta-feira à noite na Pampilhosa da Serra e alastrou para o concelho de Arganil, no distrito de Coimbra, consumiu mais de 6.500 hectares, segundo o Sistema Europeu de Informação de Incêndios Florestais (EFFIS).

O EFFIS, que através de imagens de satélite contabiliza quase em tempo real a área ardida, adianta que 6.584 hectares de florestas arderam entre sexta-feira e hoje nos concelhos da Pampilhosa da Serra e Arganil.

O EFFIS, sistema do Centro de Investigação Comum da Comissão Europeia que apresenta as áreas ardidas cartografadas em imagens de satélite (com uma resolução espacial de 250 metros), indica também que arderam, entre 01 de janeiro e hoje, 259.651 hectares de floresta em Portugal, cerca de duas vezes mais do que a média dos últimos oito anos em período homólogo.

O Sistema Europeu de Informação de Incêndios Florestais mostra ainda que 48% da área ardida este ano na União Europeia registou-se em Portugal.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)