Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Inquérito/BES: Dados sobre Salgado não eram "suficientemente inequívocos" para retirar idoneidade -- Vice-governador do BdP

Lusa 17 de Novembro de 2014 às 20:01

O vice-governador do Banco de Portugal (BdP) Pedro Duarte Neves disse hoje que os dados que o supervisor tinha sobre Ricardo Salgado não eram "suficientemente inequívocos" para retirar a idoneidade do ex-presidente executivo do Banco Espírito Santo (BES).

Os elementos do supervisor "não eram suficientemente inequívocos para avançar com processo de idoneidade à luz daquilo que é a jurisprudência", assinalou Pedro Duarte Neves, que falava no parlamento na comissão de inquérito à gestão do BES e do Grupo Espírito Santo (GES).

"O BdP usou os elementos ao seu dispor para forçar a saída de Ricardo Salgado", declarou Pedro Duarte Neves, que diz que a saída de Salgado "deveu-se à persuasão moral feita" pelo supervisor.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)