Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Inquérito/CGD: Saída de Domingues deveu-se a "pressupostos" que o gestor "julgava por adquiridos" -- Relatório preliminar

Lusa 10 de Outubro de 2017 às 13:54

O relatório preliminar da comissão parlamentar de inquérito sobre a gestão de António Domingues na Caixa Geral de Depósitos sustenta que o responsável saiu do banco "com base em pressupostos" que tinha por "adquiridos" na relação com o acionista.

"A saída do dr. António Domingues deriva não de qualquer aspeto relacionado com a administração da Caixa Geral de Depósitos, uma vez que todos os objetivos a que se propunha haviam sido alcançados, mas sim de questões de relação com o acionista construídas com base em pressupostos que o próprio julgava por adquiridos, face ao entendimento que fazia do alcance da alteração do Estatuto do Gestor Público", refere a versão preliminar do texto do deputado relator, o socialista Luís Testa.

As conclusões do relatório preliminar foram avançadas pelo jornal 'online' Eco e a agência Lusa teve também acesso ao documento, que resume os trabalhos da comissão parlamentar de inquérito que tem por objeto apurar a atuação do Governo na nomeação, gestão e demissão da anterior administração do banco público.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)