Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Investigação pioneira sobre demência frontotemporal desenvolvida em Coimbra

17 de Março de 2014 às 09:55

Investigadores da Universidade de Coimbra (UC) estão a desenvolver um estudo pioneiro sobre os mecanismos da demência frontotemporal -- "a segunda mais comum das demências" --, anunciou hoje aquela instituição.

"Pela primeira vez, em Portugal", uma equipa de 14 investigadores da UC, através do Centro de Neurociências e Biologia Celular e da Faculdade de Medicina, está a "estudar os mecanismos envolvidos" na demência frontotemporal, afirma a universidade, numa nota hoje distribuída.

A degenerescência lobar frontotemporal, também conhecida por demência frontotemporal, é uma "patologia com grandes implicações no comportamento" -- que "afeta sobretudo o 'centro de decisão' do cérebro (os lobos frontotemporal)" -- e, apesar de ser a segunda demência mais comum, a seguir à doença de Alzheimer, "é ainda praticamente desconhecida".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)