Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

INVESTIGADO CASO DOS DOCUMENTOS DO TIC DEITADOS AO LIXO

Os jornalistas que se encontravam à porta do Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Lisboa, onde aguardavam pelo final do interrogatório de Hugo Marçal, arguido no processo de pedofilia da Casa Pia, encontraram documentos confidenciais nos caixotes de lixo daquela entidade. A Direcção-Geral da Administração da Justiça já ordenou a investigação do caso.
17 de Outubro de 2003 às 00:13
O Director-Geral da Administração da Justiça, Pedro Mourão, deslocou-se, ao início da noite de quinta-feira, às instalações do TIC onde, em declarações aos jornalistas, garantiu que um inspector do Conselho dos Oficiais de Justiça deslocar-se-á àquele tribunal, esta sexta-feira, para averiguar o caso.
Ao incício da noite de ontem, uma funcionária do TIC coloco na rua, junto à porta do Tribunal, um caixote de lixo cheio de papéis referentes a processos, a que os jornalistas, que ali aguardavam pelo final do interrogatorio a Hugo marçal, tiveram acesso. Tratavam-se de papéis com nomes, moradas e números de telefone, entre outros dados confidênciais, que faziam parte de processos que decorrem, ou decorreram, no TIC. Os seguranças do Tribunal informaram os funcionários do que se estava a suceder e, de imediato, um outro funcionário recolheu os papéis que restaram.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)