Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

IRS: Costa acusa Governo de radicalismo ideológico e preconceito

Lusa 5 de Dezembro de 2014 às 14:58

O secretário-geral do PS, António Costa, acusou hoje o Governo de ter demonstrado "radicalismo ideológico, insensibilidade e preconceito" na reforma do IRS, dizendo que discriminou negativamente do ponto de vista fiscal crianças de famílias monoparentais.

António Costa falava numa conferência de imprensa conjunta com o líder dos socialistas espanhóis (PSOE), Pedro Sanchez, no final de uma conferência da Aliança Progressista, depois de interrogado sobre as razões que levaram o PS a votar contra a proposta do Governo de reforma do IRS.

"Houve uma total insensibilidade relativamente às propostas apresentadas pelo PS para garantir que o apoio às crianças não era discriminado em função do rendimento dos pais, como se não fosse indiferente o rendimento das famílias para o apoio que devemos dar às crianças. Uma discriminação também que só se explica pelo radicalismo ideológico deste Governo. Falo da forma como são discriminadas as crianças das famílias monoparentais em relação àquelas que têm a sorte de o pai e a mãe viverem juntos", declarou António Costa.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)