Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Israel adota lei polémica e consagra-se como nação judaica

A lei foi aprovada com 62 votos a favor e 55 contra.
Lusa 19 de Julho de 2018 às 10:58
Benjamin Netanyahu
Netanyahu, primeiro-ministro de Israel
Benjamin Netanyahu
Benjamin Netanyahu
Benjamin Netanyahu
Netanyahu, primeiro-ministro de Israel
Benjamin Netanyahu
Benjamin Netanyahu
Benjamin Netanyahu
Netanyahu, primeiro-ministro de Israel
Benjamin Netanyahu
Benjamin Netanyahu

O parlamento israelita aprovou esta quinta-feira uma controversa lei que consagra Israel como nação judaica, "lar nacional" do povo judaico e o hebraico como única língua oficial.

O objetivo "é garantir o caráter de Israel como o Estado nacional dos judeus, para definir na Lei Básica os valores de Israel como um Estado democrático judaico, no espírito dos princípios da Declaração de Independência", de acordo com um comunicado publicado na página da Internet do Knesset, parlamento de Israel, liderado pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

Após um intenso debate que se prolongou até esta madrugada, a lei foi aprovada com 62 votos a favor e 55 contra, envolta em grande controvérsia, já que para alguns setores políticos foi considerada discriminatória. Muitos dos deputados árabes israelitas não participaram na votação.

Israel Estatuto Judeus Judaísmo Benjamin Netanyahu Knesset
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)