Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Israel retira detetores de metais da Esplanada das Mesquitas

Equipamentos foram colocados após morte de dois polícias. Protestos de muçulmanos levaram a quatro mortes.
Lusa 25 de Julho de 2017 às 08:08
Autoridades israelitas retiram detetores de metais da Esplanada das Mequitas
Autoridades israelitas retiram detetores de metais da Esplanada das Mequitas
Autoridades israelitas retiram detetores de metais da Esplanada das Mequitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Autoridades israelitas retiram detetores de metais da Esplanada das Mequitas
Autoridades israelitas retiram detetores de metais da Esplanada das Mequitas
Autoridades israelitas retiram detetores de metais da Esplanada das Mequitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Autoridades israelitas retiram detetores de metais da Esplanada das Mequitas
Autoridades israelitas retiram detetores de metais da Esplanada das Mequitas
Autoridades israelitas retiram detetores de metais da Esplanada das Mequitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas
Morte de dois polícias em Jerusalém levou a reforço de segurança na Esplanada das Mesquitas

Israel começou a retirar os detetores de metais na entrada da Esplanada das Mesquitas de Jerusalém, alvo de fortes protestos nos últimos dias, devido à decisão adotada na noite de segunda-feira pelo Gabinete de Segurança.

A medida responde "à recomendação de todos os corpos de segurança de incorporar medidas de segurança baseadas em tecnologias avançadas em lugar dos detetores de metais" para a segurança de todos os visitantes, segundo um comunicado emitido após a reunião do gabinete.

Um participante na reunião, que durou quatro horas, indicou que também vão ser retiradas algumas das câmaras instaladas no recinto, informou o diário israelita Haaretz.

A colocação dos detetores, depois de um ataque no passado dia 14 em que morreram dois polícias na Esplanada, provocou protestos e atos violentos, que resultaram na morte de quatro palestinianos e três israelitas, e mais de 500 feridos.

No domingo, o Governo israelita enfrentou uma crise adicional quando foi proibida a saída da Jordânia de um segurança da embaixada israelita em Amã que, segundo a versão oficial israelita, matou um adolescente jordano que tentou apunhalá-lo com uma chave de fendas.

Na noite de segunda-feira o gabinete do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, anunciou que os funcionários da embaixada, incluindo o segurança, tinham chegado a Israel sem problemas.

A retirada do pessoal diplomático e libertação do guarda aconteceu após uma conversa telefónica entre Netanyahu e o rei Abdullah II da Jordânia, que lhe pediu que fossem retirados, o mais rapidamente possível, os detetores de metais, para resolver a crise de Al-Aqsa, segundo a imprensa israelita.

A escalada de violência começou com o atentado contra os dois polícias nas imediações da Esplanada das Mesquitas há 11 dias, seguido das novas medidas de segurança implementadas por Israel nos arredores do recinto, a que os muçulmanos se opuseram com protestos que resultaram em confrontos com as forças de segurança.

Quatro adolescentes palestinianos morreram nos distúrbios. Noutro caso, um jovem palestiniano apunhalou até à morte três membros de uma família israelita.

A Esplanada alberga a Mesquita Al-Aqsa e a Cúpula do Rochedo e é considerado o terceiro lugar mais sagrado do Islão.

Para o judaísmo é o local mais sagrado, denominado Monte do Templo, na base do qual fica o Muro das Lamentações.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)