Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Japão quer abordar movimentos marítimos da China em cimeira com a UE

Lusa 12 de Maio de 2015 às 04:16

O Japão propôs à União Europeia (UE) incluir na declaração final da cimeira que as duas potências celebram no final de maio, uma menção sobre a necessidade de vigiar de perto os movimentos marítimos de Pequim na Ásia.

Segundo precisou uma fonte diplomática nipónica à agência Kyodo, Tóquio sugeriu que o documento conjunto sublinhe a necessidade de que a China "se abstenha de levar a cabo ações unilaterais, incluindo o uso de força ou coação, que podem aumentar a tensão" na região e que se procurem "soluções diplomáticas".

De acordo com a mesma fonte, Bruxelas concordou em recolher opiniões dos seus 28 membros sobre a petição de Tóquio, que mantém com o Executivo chinês uma disputa pelas ilhas Senkaku (Diaoyu para os chineses), um grupo de ilhéus no Mar da China Oriental, cuja soberania é reclamada por Pequim.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)