Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

JORDÂNIA EXPULSA DIPLOMATAS IRAQUIANOS

O governo da Jordânia expulsou do país cinco diplomatas iraquianos, alegando razões de segurança e tornando-se no primeiro país árabe a decidir tal medida, solicitada a sessenta países pelos Estados Unidos da América.
23 de Março de 2003 às 22:09
O Rei Abdullah está a assumir muitos riscos
O Rei Abdullah está a assumir muitos riscos
A agência oficial jordana de notícias, Petra, explicou que os cinco diplomatas expulsos desenvolvia actividades incompatíveis com o seu estatuto. Foram-lhes dadas 24 horas para abandonar a Jordânia, pelo que decidiram viajar para Bagdad hoje (domingo) de manhã. De acordo com fontes em Damasco, capital da Síria, os diplomatas chegaram àquela cidade, via terrestre, e aí devem permanecer até receberem instruções de Bagdad.

Analistas jordanos temem que esta decisão, necessariamente, tomada pelo rei Abdullah, afasta o país de uma espécie de solidariedade árabe para com o Iraque, o que poderá criar problemas com os países vizinhos. A Jordânia, ‘encaixada’ entre Israel e Iraque, tem fornecido apoio logístico a forças especiais norte-americanas a operar na zona ocidental do Iraque, apesar de não o admitir oficialmente.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)