Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Jorge Jesus nega interesse do FC Porto

Técnico encarou prolongamento do contrato como um gesto de confiança.
Lusa 21 de Maio de 2016 às 22:35
O treinador Jorge Jesus
O treinador Jorge Jesus FOTO: José Coelho/Lusa

O treinador Jorge Jesus negou este sábado ter havido qualquer abordagem por parte do FC Porto e assumiu que encarou o prolongamento do contrato com o Sporting como um gesto de confiança por parte de Bruno de Carvalho.

Em entrevista à SIC Notícias, o treinador de futebol foi questionado sobre as notícias que o colocaram no FC Porto, antes do anúncio da extensão de contrato com o Sporting, sendo taxativo a rejeitar qualquer contacto.

"Nunca. Nem o presidente do FC Porto [Jorge Nuno Pinto da Costa], nem ninguém da estrutura portista. Isto é uma notícia normal no final de cada época, o meu nome aparece sempre como possibilidade para o FC Porto. Tem um excelente treinador, um presidente que fez história no futebol português e tem também uma final [da Taça de Portugal] muito importante amanhã, por isso não vamos colocar aqui situações. Ninguém me contactou", assegurou.

Jorge Jesus explicou que a motivação na base do prolongamento do seu contrato com os 'leões' até 2019, anunciada na quinta-feira, foi o reforço do projeto desportivo que Bruno de Carvalho tem para a equipa 'vice' do campeonato.

"O [presidente] convidou-me a fazer um contrato de três anos, baseado no projeto que tem para o Sporting e que, ao longo destes dez, 11 meses, na opinião dele, cresceu muito rápido, e penso eu para demonstrar a mim que tanto ele como a SAD tinham confiança no trabalho que eu estava a desenvolver", defendeu, revelando que recebeu o convite a "sete ou oito jornadas" do final da I Liga de futebol.

O técnico rejeitou ainda ter tido dúvidas quanto à sua continuidade, esclarecendo que a receção que teve em Alvalade, depois de perdido o título para o Benfica, só serviu para reforçar as certezas que tinha sobre o que era o melhor para si e para a sua equipa.

"[É normal haver dúvidas] quando não ganhas um campeonato - é verdade que nunca prometi um título, mas sim intrometer-me na corrida. Foi melhor do que eu pensava. [...] É muito importante sentir que, ao fim de dez meses, com mais dois anos de contrato, as pessoas te propõem mais um ano. Tens de saber valorizar esse convite, o presidente a partir desse momento ganhou mais pontos comigo", reconheceu.

Jesus, que recusou discutir as condições contratuais e os valores do novo contrato, disse partilhar as ideias de Bruno de Carvalho: "Somos duas pessoas que queremos o melhor para o sporting. Toda a gente que me conhece sabe quando me vai contratar que não sou só um treinador de campo."

Sobre o facto de ambos terem feitios fortes, o treinador 'leonino' lembrou que quando duas pessoas trabalham com muita paixão e com um interesse comum - o Sporting - e percebem onde podem chegar, as coisas se tornam-se fáceis, sobretudo quando há resultados desportivos.

"Claro que há alguns pontos de discórdia, mas que não têm a ver com a estrutura. O Sporting tem pessoas com muito valor", assumiu, referindo que na próxima época há vários aspetos a melhorar, tanto no futebol, como na estrutura, porque para haver sucesso desportivo é preciso apoio nos bastidores.

O treinador do Sporting admitiu que ele e a sua equipa técnica estão a tentar fazer nos 'leões' o que já fizeram "no outro lado". "Quando lá chegámos já não eram campeões há cinco ou seis anos", frisou.

Questionado sobre se alimenta o sonho de ser campeão nos três 'grandes', Jesus argumentou que não sabe qual será o futuro da sua carreira.

"Eu sou um treinador de futebol. Não sou um treinador de um clube, sou de quem me quiser", rematou.

Jorge Jesus FC Porto Sporting Bruno de Carvalho futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)