Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

JORNALISTA TERÁ SIDO MORTO POR FOGO ALIADO

A televisão britânica ITV News noticiou ter indícios suficientes para confirmar a morte do seu correspondente de guerra no Iraque Terry Lloyd, aparentemente vítima de disparos de forças aliadas. O jornalista era o mais veterano repórter daquela estação e tinha vasta experiência no trabalho em zonas de combate, tenso sido o primeiro a revelar ao mundo o terror químico lançado por Saddam Hussein sobre os curdos, em 1988.
23 de Março de 2003 às 18:53
Terry Lloyd
Terry Lloyd FOTO: ITV News
A equipa da ITV viajava em dois veículos todo-o-terreno perto de Bassorá, ontem (sábado), quando ficou debaixo de fogo cerrado, aparentemente com origem nas linhas aliadas. O operador de imagem Daniel Demoustier foi ferido mas conseguiu escapar para as linhas britânicas, relatando ainda ontem o incidente e confirmando desconhecer o paradeiro dos restantes três companheiros de trabalho que compunham a equipa: Terry Lloyd, Fred Nerac e Hussein Osman. A ITV suspeita que os disparos contra a sua equipa de reportagem foram feitos por forças aliadas devido à direcção da sua origem, de acordo com o relato de Demoustier.

De acordo com a ITV, o corpo de Terry Lloyd estará no hospital de Bassorá, ainda sob controlo iraquiano. Fred Nerac e Hussein Osman continuam dados como desaparecidos.

Terry Lloyd tinha 50 anos de idade e deixa uma mulher e dois filhos. Ele tinha acabado de celebrar o seu 20º aniversário de trabalho na ITV News, onde era o mais antigo repórter no activo. O jornalista tinha grande experiência como correspondente de guerra, com trabalhos premiados no Iraque, Camboja, Bósnia e Kosovo. Foi o primeiro correspondente da ITV morto em serviço em 48 anos de existência daquela estação televisiva. Demoustier comentou que o legado que Lloyd gostaria de deixar era que o livre jornalismo em zonas de guerra deve continuar.

Stewart Purvis, director-executivo da ITN (casa-mãe da ITV News) disse: “Terry era um dos mais experientes correspondentes de guerra da ITN. Conhecia bem o Iraque. Foi o primeiro repórter a alertar o Mundo para o ataque de Saddam Hussein na cidade de Halabje, onde toda a população (curda) foi massacrada com um ataque químico (...) Terry era corajoso, determinado e consciente da segurança. Era um tipo amoroso.” David Mannion, editor da ITV News, recordou o jornalista e amigo, salientando que ele morreu a fazer o que mais gostava e no auge da sua carreira, numa altura em que estava, profissional e pessoalmente, mais feliz que nunca.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)