Jovem condenado por matar à facada manda beijo para a mãe da vítima

João Pedroso foi considerado culpado do homicídio de Miguel Alves. Foi condenado a 11 anos e meio de prisão.
Por João Tavares e Lusa|29.11.18
O jovem de 21 anos acusado de matar outro em Lisboa, em outubro de 2017, na sequência de uma discussão entre dois grupos, foi esta quinta-feira condenado pelo Tribunal Central Criminal de Lisboa a uma pena de 11 anos e meio de prisão, acrescida de uma indemnização à família da vítima de 76 mil euros.
Jovem acusado de matar à facada manda beijo para a mãe da vítima ao ser condenado a 11 anos e meio

A leitura do acórdão teve início pelas 13h30, no Campus da Justiça, depois de o coletivo de juízes ter adiado, na segunda-feira, a leitura do acórdão, porque procedeu à alteração de factos da acusação do Ministério Público (MP).

O anúncio da decisão do tribunal fica marcado por um momento de provocação. No final da leitura do acórdão, João Pedroso fez o gesto de atirar um beijo na direção da mãe da vítima, gesto que indignou a família de Miguel Alves, o jovem assassinado em 2017.

João Pedroso estava acusado de homicídio qualificado e encontra-se em prisão preventiva ao abrigo deste processo. O coletivo de juízes deu como provados a maior parte dos factos constantes na acusação, mas resolveu baixa a qualificação do crime para homicídio simples, contrariando a posição do MP, que apontava para homicídio qualificado.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!