Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Juiz de Eike Batista acusado de conduzir carro apreendido ao ex-bilionário brasileiro

Lusa 25 de Fevereiro de 2015 às 11:11

O tribunal federal do Rio de Janeiro abriu um inquérito interno à conduta do juiz que preside ao julgamento de Eike Batista depois de os seus advogados terem acusado o magistrado de conduzir um Porsche apreendido ao antigo bilionário.

O julgamento, que decorre no Rio de Janeiro, envolve acusações de fraude e abuso de informação privilegiada ('insider trading') ao antigo bilionário Eike Batista, que recentemente declarou insolvência, e tem sido apresentado como um caso exemplar das ligações entre o poder político e as empresas estatais, e está a dominar as atenções dos meios de comunicação social brasileiros.

De acordo com um comunicado emitido pelo tribunal e citado na edição de hoje do Financial Times, o juiz está a ser investigado "por causa do alegado abuso de bens apreendidos ao empresário Eike Batista".