Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Juiza brasileira suspende decisão que permitia psicólogos tratar homossexualidade como doença

Grupo de psicólogos interpôs processo em que alegou o princípio da liberdade científica para realizar terapias de "reversão sexual".
Lusa 25 de Abril de 2019 às 02:36
Justiça
Justiça
Justiça
Justiça
Justiça
Justiça

Uma juíza do Supremo Tribunal brasileiro suspendeu provisoriamente a decisão de um magistrado que permitia que psicólogos tratassem a homossexualidade como uma doença e realizassem a chamada "cura gay", informaram fontes oficiais na quarta-feira.

A decisão foi tomada pela juíza Carmen Lúcia Antunes, que deixou sem efeito aquela tomada por um juiz de primeira instância de Brasília que garantiu "total liberdade científica" para a realização de supostas terapias contra a homossexualidade, uma prática proibida pelo Conselho Federal de Psicologia do Brasil desde 1999.

O caso tem a sua origem num processo interposto por um grupo de psicólogos que alegou o princípio da liberdade científica para realizar terapias daquilo que eles chamavam de "reversão sexual".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)