Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Manifestantes lamentam morte de um lesado do BES

Protestos em Pombal e Aveiro juntaram pessoas de vários pontos do país.
23 de Abril de 2015 às 11:41
Lesados do papel comercial do BES colocam flores e velas junto à delegação do Novo Banco em Pombal
Lesados do papel comercial do BES colocam flores e velas junto à delegação do Novo Banco em Pombal FOTO: Paulo Novais/Lusa

Cento e cinquenta pessoas manifestam-se pelas 12h00 desta quinta-feira em Pombal, distrito de Leiria, em frente às instalações de uma agência do Novo Banco, numa iniciativa marcada pelo luto em memória de um dos lesados, que morreu recentemente.

De acordo com Jorge Pires, um dos lesados com a compra de papel comercial do Grupo Espírito Santo (GES), esta pessoa, da região de Pombal, morreu na sequência deste processo, que tem motivado dezenas de manifestações por todo o país. "Hoje, viemos vestidos de preto em memória a um dos lesados que, quando a 'troika' chegou a Portugal, levantou 150 mil euros e enterrou-os no jardim da sua casa. Por insistência do gestor de conta deste banco, investiu em papel comercial e depois perdeu tudo. Esse senhor criou expectativas de reembolso ao longo de vários meses e nunca recebeu nada. Entrou em depressão profunda e acabou por morrer", disse Jorge Pires.

Solange Morgado, outra das lesadas, pediu o reembolso rápido e recordou que há muitas pessoas com 80 e mais anos e que podem vir a não receber nada. "Efetivamente estamos em silêncio por respeito à família do falecido. Stock da Cunha [presidente do Novo Banco] prometeu uma solução que tarda em chegar e pode não haver tempo para muitas pessoas. Há pessoas com 80, 90 anos, que estão impossibilitadas de mexer no dinheiro. Há muitas pessoas a sofrer com esta situação, desesperadas, sem dinheiro para comer. Fomos todos enganados", disse.

O grupo de lesados exige o reembolso imediato do dinheiro investido em papel comercial do GES, comprado aos balcões do Banco Espírito Santo (BES). A agência do Novo Banco está fechada e apenas é aberta quando algum cliente o solicita. Na frente desta agência, há vários cartazes de protesto, de luto, mas também velas e flores.

Lesados manifestam-se em Aveiro

Meia centena de "lesados" do BES concentrou-se esta quinta-feira, durante cerca de uma hora, nas instalações do Novo Banco, em Aveiro, exigindo uma solução para a restituição do seu dinheiro.


O protesto juntou pessoas de vários pontos do país, em deslocação para Pombal, onde vão fazer uma homenagem simbólica a um homem que terá falecido em consequência do estado emocional provocado por ter ficado sem o dinheiro aplicado.


A ação em Aveiro, em que se ouviram buzinadelas e palavras de protesto e foram arremessados ovos contra os vidros do banco, foi "espontânea", segundo Inês Castro, porta-voz dos manifestantes.

BES Novo Banco Aveiro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)