Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Libertado acusado de instigar atentados em Bali

O clérigo muçulmano indonésio Abu Bakar Bashir, acusado e condenado por instigar os atentados terroristas ocorridos na ilha turística de Bali a 12 de Outubro de 2002, que causaram 202 mortos, entre os quais um militar português, foi libertado esta quarta-feira após ter cumprido 26 meses de prisão.
14 de Junho de 2006 às 09:23
Abu Bakar Bashir
Abu Bakar Bashir FOTO: d.r.
O clérigo radical, que as autoridades consideraram ser o líder espiritual do grupo Jemaah Islamiyah, organização terrorista vinculada à rede Al-Qaeda, de Osama bin Laden, foi recebido no exterior do estabelecimento prisional em que esteve detido com gritos de “Alá é o maior” proferidos por centenas de seguidores.
Abu Bakar Bashir, de 68 anos, agradeceu a Alá a sua libertação – a que os EUA e a Austrália se opunham – e prometeu continuar a lutar em defesa da aplicação da lei islâmica, a sharia. Durante o seu julgamento, o clérigo radical negou sempre as acusações que pendiam sobre si.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)