Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Líder do BPI admite que cisão das operações africanas não fazia parte dos planos

Lusa 28 de Outubro de 2015 às 20:49

A cisão das unidades africanas proposta pela gestão do BPI visa cumprir com as novas exigências do Banco Central Europeu (BCE) e não fazia parte do projeto de desenvolvimento da entidade, reconheceu hoje Fernando Ulrich.

"Obviamente não é este o meu sonho de vida, nem o projeto que queríamos. Gostávamos que o BPI continuasse no caminho em que estava", confessou o presidente do Banco BPI, durante a conferência de imprensa de apresentação de contas da instituição.

"Mas manda quem pode e obedece quem deve", vincou, apontando para as novas regras do BCE que limitam os grandes riscos, como a forte exposição do BPI a Angola.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)