Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Lígia Fonseca "deixa de exercer funções" na ANAC

Vogal era contestada por não ter competência técnica.
Lusa 13 de Julho de 2016 às 00:02
Lígia Fonseca foi considerada pela Cresap "sem competências para o cargo"
Lígia Fonseca foi considerada pela Cresap 'sem competências para o cargo' FOTO: DR

Lígia da Fonseca, vogal do Conselho de Administração da ANAC, entidade reguladora da aviação civil, "deixa de exercer funções" na sequência de informação remetida pelo Governo, foi esta terça-feira comunicado aos trabalhadores da reguladora.

Numa comunicação interna enviada hoje aos trabalhadores, a que a Lusa teve acesso, informam-se "todos os colaboradores da ANAC que a Vogal do Conselho de Administração, Dr.ª Lígia da Fonseca, deixa de exercer funções nesta Autoridade".

A comunicação aos trabalhadores surge, diz-se ainda, "na sequência da informação remetida a esta Autoridade pelo Gabinete de S. E. o Secretário de Estado das Infraestruturas".

A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC), ex-Instituto Nacional de Aviação Civil (INAC), é responsável por certificar e aprovar os procedimentos, equipamentos, entidades, aeronaves e infraestruturas da aviação civil.

Nomeada em 2014 vogal do conselho diretivo do INAC, que passou em meados do ano passado a ANAC, Lígia Fonseca mantinha-se até hoje em "regime de substituição", apesar do "chumbo" do parecer da Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (CRESAP).

"Não houve qualquer alteração da sua situação quando o INAC foi transformado em ANAC e quando eu e o vice-presidente tomamos posse em abril. E [Lígia Fonseca] continua e assim continuará enquanto entender que tem condições para isso e enquanto o Governo entender que ela deverá continuar no cargo", disse o presidente da ANAC, Luís Ribeiro, em maio.

O parecer da CRESAP, com data de 20 de julho de 2015, considerou que Lígia Fonseca não tem competência técnica, experiência profissional nem formação adequadas para vogal da ANAC.

Na semana passada, de acordo com o jornal Público, a Inspeção-Geral de Finanças concluiu que Lígia Fonseca está ilegal no cargo por não ter sido formalmente nomeada.

Lígia da Fonseca Conselho de Administração ANAC Autoridade Nacional da Aviação Civil transportes aviação
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)