Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Linhas Aéreas de Moçambique rejeitam falhas de segurança e garantem "zero defeitos" nos seus aviões

Administradora-delegada da companhia diz que "em nenhuma circunstância comprometemos a segurança das nossas operações.
26 de Junho de 2014 às 16:53

As linhas Aéreas de Moçambique (LAM) recusaram esta quarta-feira as acusações sobre falhas de segurança e atrasos na operação difundidas na imprensa local e garantiram que o seu compromisso, em terra e no ar, é de "zero defeitos".

Em conferência de imprensa, a administradora-delegada da LAM, Marlene Manave, negou a notícia avançada na quarta-feira pelo Canal de Moçambique, que dava conta de um motor incendiado num avião da companhia que voava para Vilanculos na terça-feira, de falta de combustível e de queixas dos pilotos sobre um alegado "desleixo programado".

Para a LAM "as declarações falsas revelam total desrespeito por mais de 800 profissionais que trabalham de forma árdua dia e noite para garantir o transporte seguro dos seus passageiros, sobre os quais tem sido instalado um sentimento de insegurança resultante de tais declarações alarmistas".

 

Portugal Linhas Aéreas Moçambique rejeitam falhas segurança zero defeitos aviões
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)