Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Macau aumenta teto de rendimentos para acesso a bolsas-empréstimo para ensino superior

Lusa 2 de Março de 2015 às 07:28

O Governo de Macau aumentou os valores limite do rendimento médio mensal do agregado familiar dos candidatos à concessão de bolsas-empréstimo e elevou o montante desse e de outros apoios ao ensino superior.

Um despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, publicado hoje em Boletim Oficial, alarga o limite do rendimento médio mensal 'per capita' do agregado familiar que passa de 9.750 para 12.600 patacas (1.091 para 1.410 euros) no caso de um único membro, enquanto para agregados com cinco ou mais elementos, por exemplo, o valor sobe das atuais 7.050 patacas para 9.160 patacas (789 para 1.025 euros).

Os montantes mensais da bolsa-empréstimo e da bolsa de mérito também foram revistos em alta. Para estudos em Macau e Taiwan, o valor aumenta 200 patacas (22,4 euros) para 3.500 patacas (392 euros) e para 3.700 patacas (414 euros), respetivamente, enquanto para o Interior da China o valor sobe de 2.350 patacas para 2.800 patacas (de 263 para 313,5 euros).

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)