Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Mahmud Abbas condena ataque a sinagoga em Jerusalém

Também o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, condenou o tiroteio.
18 de Novembro de 2014 às 11:16
Militares protegem o perímetro à volta da sinagoga
Militares protegem o perímetro à volta da sinagoga FOTO: Ronen Zvulun/Reuters

O Presidente palestiniano, Mahmud Abbas, condenou esta terça-feira o atentado contra uma sinagoga em Jerusalém ocidental que causou a morte a pelo menos seis pessoas, depois de os dirigentes israelitas lhe terem atribuído a responsabilidade pelo sucedido.

Em comunicado, Abbas condenou "a morte dos fiéis que oravam na sinagoga" e, ao mesmo tempo, a "morte de civis de qualquer tipo".O tiroteio que ocorreu esta terça-feira numa sinagoga e seminário rabínico do bairro ortodoxo de Har Nof, em Jerusalém ocidental, fez pelo menos seis pessoas, entre elas os dois presumíveis atacantes.

O ataque foi o mais mortífero dos últimos anos em Jerusalém e ocorreu dois dias depois de os palestinianos terem apelidado de "ataque racista" aquele executado contra um motorista de um autocarro palestiniano também em Jerusalém ocidental.

Também o ministro britânico das Relações Exteriores, Philip Hammond, e o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, condenaram o tiroteio desta terça-feira em Jerusalém e pediram aos líderes palestinianos que condenem o ataque. 

tiroteio sinagoga Jerusalém
Ver comentários