Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Mais de 50% das estudantes portuguesas escolhem cursos de Ciência

Portugal é líder da OCDE no número de mulheres que frequentam cursos científicos.
5 de Maio de 2018 às 20:31
Medicamentos
ciência, mulheres, falar global
Medicamentos
ciência, mulheres, falar global
Medicamentos
ciência, mulheres, falar global
Portugal é o país da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) com maior número de mulheres a frequentar o ensino superior nos cursos STEM (Ciências, Tecnologias, Engenharia e Matemática) e que ambicionam seguir carreira nestas áreas. A média entre os países da OCDE nestes cursos é de 39%, mas em Portugal ultrapassa os 50%.

Nos últimos anos, as alunas portuguesas têm entrado neste mundo que anteriormente era reconhecido como "tipicamente masculino" e atualmente são 57% as mulheres a aestudar cursos relacionados com a área nas várias Universidades Nacionais.

Estas conclusões foram confirmadas pelo estudo "The Pursuit of Gender Equality", que veio analisar a paridade de géneros nos países em várias vertentes, e que "deixam claro o reconhecimento internacional que Portugal tem hoje nas áreas das ciências e tecnologias e que é fruto de um trabalho realizado ao longo dos últimos 20 anos em programas como o Ciência Viva", disse Manuel Heitor, ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, ao jornal Expresso.

O ministro reconhece ainda que há um longo caminho a percorrer pela crescente qualificação dos portugueses e a captação de um maior número de mulheres para as áreas STEM. "Se é verdade que nos cursos superiores de ciências Portugal tem mais mulheres do que a maioria dos países, e até nas engenharias já há especialidade de clara prevalência feminina, o mesmo não sucede nas tecnologias de informação, onde a desigualdade de géneros ainda é grande", afirma o ministro.
Portugal Ciências Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico mulheres
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)