Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Manifestação de militares passa a concentração

As associações de militares desconvocaram a manifestação prevista para esta terça-feira, em Lisboa, depois de conhecida a decisão do Tribunal Administrativo, que rejeitou autorizar a sua realização. Em alternativa, os militares vão concentrar-se no Marquês do Pombal para de seguida se reunirem num recinto fechado.
13 de Setembro de 2005 às 17:34
O Tribunal Administrativo de Lisboa indeferiu a providência cautelar interposta domingo pela Associação dos Oficiais das Forças Armadas (AOFA), Associação Nacional de Sargentos (ANS) e Associação de Praças da Armada (APA), depois de o Governo ter proibido a manifestação de hoje, que deveria começar no Marquês do Pombal e prosseguir para a Assembleia da República, em Lisboa.
Impedidos de se manifestarem, os militares optaram por concentrar-se, como previsto, no Marquês de Pombal, seguindo depois para a Casa do Alentejo, na baixa da cidade, para uma "reunião onde serão dadas explicações" aos militares.
As três associações protestam contra o aumento de anos de trabalho para a reforma e as alterações ao sistema de saúde das Forças Armadas, tendo os respectivos diplomas sido aprovados pelo Governo e enviados para promulgação pelo Presidente da República.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)