Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

MANTÉM-SE MISTÉRIO DA PIRÂMIDE DE CHEOPS

O robô introduzido pela National Geographic numa das condutas de ventilação da Grande Pirâmide de Cheops, no Egipto, acabou por não revelar nenhuma novidade. Depois de percorrer um estreito túnel com 65 metros de extensão, o engenho conseguiu filmar o que se encontrava por detrás de uma enigmática porta com duas argolas: uma pequena câmara vazia e selada por uma nova porta.
17 de Setembro de 2002 às 11:48
A equipa de arqueólogos liderada por Mark Lehner introduziu o robô com 12 centímetros de largura, uma altura variável entre os 11 e os 28 centímetros e 30 centímetros de comprimento no túnel da pirâmide com 20 x 20 centímetros, com o objectivo de chegar ao coração de Cheops. O robô estava ligado a um computador para receber os sinais de vídeo captados pelas câmaras que transportava, que foram transmitidas em directo num programa especial da National Geographic.

Todavia, a expectativa dos arqueólogos e dos milhões de telespectadores que ansiavam assistir a uma revelação histórica não foi satisfeita. Depois de percorrer os 65 metros do túnel, o robô encontrou pela frente um novo obstáculo, uma porta fechada, que manteve por desvendar os segredos da Grande Pirâmide, construída há mais de 4.500 anos.

"Conseguimos descobrir o que havia por detrás da primeira porta e revelámos que o enigma continua. Foi esse o valor da nossa descoberta", afirmou no final desta aventura televisiva o arqueólogo egípcio Zaki Hawas, um dos protagonistas da investigação.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)