Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Marcelo admite que banca portuguesa deverá "vir à baila" na reunião com Merkel

Lusa 29 de Maio de 2016 às 20:06

O Presidente da República admitiu hoje, à chegada a Berlim, que a estabilidade do sistema financeiro português deverá "vir à baila" na reunião de segunda-feira com a chanceler alemã, até porque é uma questão "também importante para a Alemanha".

Em declarações aos jornalistas pouco após chegar à Alemanha para uma visita oficial de dois dias, durante a qual se reunirá com a chanceler Angela Merkel e com o Presidente da República Federal, Joachim Gauck, Marcelo Rebelo de Sousa admitiu que "um ponto que inevitavelmente poderá vir à baila é o da importância da estabilidade do sistema financeiro", e designadamente o seu "reforço contínuo", sem referir de forma específica os "dossiês" da capitalização da Caixa Geral de Depósitos e o processo de venda do Nova Banco.

"Nós não podemos esquecer que a Alemanha é neste momento um parceiro económico muito importante de Portugal. Nós estamos perante o terceiro destino das nossas exportações, o segundo grande fornecedor da economia portuguesa e um grande investidor direto em Portugal. Portanto, quem é que está interessado na estabilidade do sistema financeiro português? A Alemanha", disse.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)