Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Maria José Morgado agarra Apito Dourado

A procuradora-geral adjunta do Tribunal da Relação de Lisboa, Maria José Morgado, foi nomeada para dirigir a equipa do Ministério Público encarregue dos inquéritos "já instaurados ou a a instaurar conexos com o caso 'Apito Dourado'".
14 de Dezembro de 2006 às 17:55
A decisão foi tomada pela Procuradoria-geral da República (PGR) chefiada por Pinto Monteiro, tendo por objectivo "uma coordenação eficaz no sentido de imprimir a dinâmica e rigor necessários à descoberta da verdade material". O processo "engloba em situações, factos e eventuais ilícitos muito diversificados e de grande complexidade processual, que terão ocorrido em várias comarcas e essa dispersão territorial torna difícil a análise, enquadramento e obtenção de resultados no que toca à investigação", motivos que justificaram a concentração dos inquéritos numa única equipa.
A PGR explicou ainda que o procurador Carlos Teixeira, do Tribunal de Gondomar, continuará a exercer as funções actuais no processo principal do caso, uma vez que este já se encontra em fase de Instrução naquele Tribunal.
Maria José Morgado assumiu entre 2000 e Agosto de 2002 a chefia da Direcção Central de Investigação da Corrupção e Criminalidade Económica e Financeira (DCICCEF) da Polícia Judiciária.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)