Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Mau Tempo: Câmara de Coimbra recorda que administração do Parque Verde tinha de ter seguro

Lusa 27 de Janeiro de 2016 às 17:00

A Câmara Municipal de Coimbra recordou hoje que o adjudicatário dos estabelecimentos do Parque Verde do Mondego tinha de ter um seguro até ao final da exploração que incluísse danos decorrentes de cheias.

O administrador do agrupamento de empresas que gere o Complexo Verde Mondego alertou hoje para prejuízos de 2,5 a três milhões de euros resultantes das cheias a 11 e 12 de janeiro, referindo à agência Lusa que nenhuma seguradora aceita fazer seguro contra cheias desde 2014, devido ao excesso de sinistralidade.

O município refere que o alvará estabelece que o adjudicatário dos estabelecimentos de restauração e afins do Parque Verde do Mondego "tem de celebrar e manter em vigor até ao final da exploração um seguro de responsabilidade civil com um valor no mínimo de 2.500.000 euros" e que deve incluir "danos decorrentes de cheias".

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)