Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

MÉDICOS EM GREVE

Os médicos do Centro Hospitalar de Lisboa, que engloba os hospitais de São José, Capuchos e Desterro, e do Hospital Distrital de São João da Madeira, Aveiro, iniciaram esta segunda-feira períodos diferentes de greve pela regularização do pagamento das horas extraordinárias em urgência.
2 de Agosto de 2004 às 08:47
A razão é sempre a mesma e já motivou diversas greves de médicos nos últimos meses. A antiga ministra da Saúde Manuela Arcanjo determinou, em decreto, o pagamento igual para todos os médicos das horas extraordinárias realizadas em serviço de urgência, independentemente dos respectivos regimes de trabalho.
Posteriormente, António Correia Campos corrigiu esta directiva, decretando ele próprio um conjunto de critérios a cumprir pelas instituições, para que os médicos com regime de 35 horas possam receber horas extraordinárias pela tabela máxima de 42 horas. Os critérios incluem, por exemplo, a participação dos clínicos nos programas de erradicação das listas de espera em cirurgia e o alargamento do horário de consultas até às 18h00.
O cruzamento das duas directivas implica que os médicos têm direito a receber horas extraordinárias em atraso, mas que compete à direcção de cada instituição de saúde analisar e regularizar a situação de cada clínico. Em muitos hospitais foram já pagas as referidas horas extraordinárias, mas não em todos.
Os médicos do Centro Hospitalar de Lisboa cumprem esta semana (de segunda a sexta-feira) a terceira greve desde Junho, convocada pelo Sindicato dos Médicos da Zona Sul, segundo o qual estão em causa pagamentos em atraso desde 2001.
No Hospital Distrital de São João da Madeira a situação é mais complicada, uma vez que os médicos dessa instituição foram convocados a cumprir um mês inteiro de greve, desta segunda-feira e até 2 de Setembro próximo. Esta greve foi convocada pelo Sindicato Independente dos Médicos e é a sexta em menos de três meses naquele hospital.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)