Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Merkel defende liberdade religiosa, incluindo direito à burca

Lusa 14 de Setembro de 2016 às 15:10

A chanceler alemã, Angela Merkel, defendeu hoje o pleno direito à liberdade religiosa, incluindo o uso da burca, destacando, porém, a necessidade de restringi-lo em certos âmbitos da vida pública, onde o rosto descoberto é necessário, como a perante a justiça.

A liberdade religiosa implica "poder fazer-se expressão pública da mesma", afirmou Merkel na Conferência Interparlamentar sobre Liberdade Religiosa, a decorrer hoje em Berlim e realizada pela União Cristão-Democrata (CDU), o partido a que preside, e o partido irmão, União Social-Cristã da Baviera (CSU).

A líder alemã admitiu que o uso do véu integral é "um grande obstáculo" à integração na sociedade alemã e legitimou, por outro lado, as restrições que a CDU/CSU quer impor ao seu uso nos espaços públicos.