Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Hungria diz que exigências da UE são uma "estupidez"

Bruxelas defende sanções aos países que recusem ajuda a refugiados.
Lusa 21 de Dezembro de 2015 às 07:23
Peter Szijjarto afirma que o "chanceler austríaco parece não ver a diferença entre solidariedade e estupidez"
Peter Szijjarto afirma que o 'chanceler austríaco parece não ver a diferença entre solidariedade e estupidez' FOTO: Olivier Hoslet/EPA

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Hungria considerou "uma estupidez" o acolhimento de milhões de refugiados pela Europa, depois de a Áustria ter defendido sanções para os países que recusem as quotas estabelecidas por Bruxelas.

O chanceler austríaco, Werner Faymann, tinha dito que os países que não cooperarem com o programa de quotas de refugiados aprovado pela União Europeia e receberem mais dinheiro do que o valor com que contribuem para o orçamento europeu, poderiam ver os seus subsídios reduzidos.

"O chanceler austríaco parece não ver a diferença entre solidariedade e estupidez", disse o ministro dos Negócios Estrangeiros húngaro, Peter Szijjarto.

Hungria Bruxelas Peter Szijjarto
Ver comentários