Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Ministério da Justiça contesta atraso no alerta após fuga de reclusos de Caxias

Lusa 22 de Fevereiro de 2017 às 22:22

O Ministério da Justiça negou hoje que tenha existido um atraso na comunicação da fuga de três reclusos da cadeia de Caxias, Lisboa, esclarecendo que o alerta foi dado imediatamente quando o guarda durante a ronda se apercebeu.

"Foi imediatamente dado o alerta", quer para dentro da prisão, quer para as forças de segurança no exterior", garantiu o Ministério da Justiça (MJ) em resposta à agência Lusa sobre questões relacionadas com uma alegada reação tardia dos serviços prisionais à fuga ocorrida na madrugada de domingo passado, como chegou a ser noticiado por alguns órgãos de Comunicação Social, originando um pedido do PSD para ouvir a ministra Francisca Van Dunen no parlamento.

Ministério da Justiça (MJ) assegura que "não é apenas falso, como seria impensável que a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais só tivesse comunicado a fuga de três detidos cinco horas depois da ocorrência e por e-mail".

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)