Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Ministra da Justiça: Corte de pulseira eletrónica por duplo homicida não compromete sistema

Paula Teixeira da Cruz escusou-se a comentar o facto de a detenção do foragido ter demorado cerca de um mês.

22 de Maio de 2014 às 19:22

A ministra da Justiça considerou esta quinta-feira que o facto de o duplo homicida de São João da Pesqueira ter cortado a pulseira eletrónica, antes de praticar os crimes, não coloca em risco a utilização deste mecanismo de vigilância.

Falando aos jornalistas no final da visita do ministro angolano do Interior, Ângelo Veiga Tavares, à nova sede da Polícia Judiciárian (PJ), em Lisboa, Paula Teixeira da Cruz preferiu sublinhar que "teve sucesso" a operação de captura de Manual Baltazar, de 61 anos, detido ao final de quarta-feira, quando chegava a casa.

A ministra admitiu que, quer os arguidos tenham pulseira eletrónica ou estejam na prisão, podem acontecer sempre "vicissitudes", pelo que o caso de Manuel Baltazar não compromete o planeamento e a vigilância através das pulseiras eletrónicas.

Ministra Justiça Corte pulseira eletrónica duplo homicida não compromete sistema
Ver comentários