Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Ministro-adjunto da Economia russo demitido por criticar políticas "estúpidas"

Em 2011, Medvedev repreendeu publicamente e demitiu o ministro das Finanças, Alexei Kudrin, por também ter expressado desacordo para com as políticas despesistas do executivo russo.
6 de Agosto de 2014 às 20:25

Um dos ministros-adjuntos da Economia russo, Sergei Belyakov, foi esta quarta-feira demitido depois de ter criticado as políticas que considerou "estúpidas" do governo liderado por Dmitry Medvedev, num comentário na Internet que se tornou viral.

"Apresento as minhas desculpas diante de todos pelas coisas estúpidas que fazemos e por faltar à minha palavra", lia-se na página pessoal de Belyakov numa rede social, referindo-se à decisão de recorrer aos fundos das pensões para fazer face a "buracos" orçamentais. O responsável ministerial, em funções desde 2012, revelou-se "envergonhado" da opção "prejudicial" que alarga uma anterior decisão de desviar verbas dos fundos de pensões privados.

"Os empregados do Estado estão proibidos de fazer declarações públicas e análises... se não se tratar de uma ocasião formal, dentro das suas funções", referia um outro comentário na página virtual do governo russo no qual se anunciou a demissão de Belyakov.

Internacional Ministro-adjunto economia russo demitido criticar políticas estúpidas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)