Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Ministro da Defesa adverte para "dimensão maligna" de aumentos de impostos

A melhor maneira de assegurar financiamento, segundo Aguiar-Branco, é "prosseguir as reformas estruturais"
6 de Maio de 2014 às 12:50

O ministro da Defesa, Aguiar-Branco, advertiu esta terça-feira que o "ajustamento não acabou" e que é preciso continuar as "reformas estruturais", defendendo que o aumento de impostos, "seja para o que for", não tem uma dimensão "virtuosa".

Intervindo num debate organizado pela Confederação de Serviços de Portugal (CSP) sobre os desafios do "pós-troika", o ministro da Defesa defendeu que entre as maneiras de injetar dinheiro na economia, a que tem uma "dimensão maligna" é o aumento de impostos.

Para Aguiar-Branco, a melhor maneira de assegurar financiamento é "prosseguir as reformas estruturais" para haver "capacidade para uma gestão mais eficaz, para um combate ao desperdício" e assim "libertar recursos para a economia e para as empresas", atacando "os bloqueios que impedem que as empresas assumam a sua missão de gerar riqueza e criar emprego".

ministro da defesa aguiar-branco ajustamento reforma estrutural impostos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)