Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Ministro preocupado com BCP

“Preocupado”: é assim que Teixeira dos Santos admite estar em relação à situação de “instabilidade” vivida no Banco Comercial Português (BCP), receando que possa vir a afectar o sistema bancário.
22 de Dezembro de 2007 às 14:45
“Concerteza que não posso estar indiferente a situação de um banco, que é o maior banco privado do país”, afirmou o ministro das Finanças, em declarações à entrada do Museu de Arte Moderna da Fundação de Serralves, no Porto.
“Quando um banco com esta dimensão está a atravessar um período de instabilidade e até de indefinição no domínio da sua governação, concerteza que isso me preocupa, porque corremos até o risco do agravamento da situação no banco poder afectar, no fundo, o funcionamento do sistema bancário”, declarou.
Teixeira dos Santos recusou-se, no entanto, a comentar eventuais nomes avançados para substituir Filipe Pinhal no Conselho de Administração do BCP. Carlos Santos Ferreira, actual presidente da Caixa Geral de Depósitos, é o nome que recolhe maior consenso para ocupar aquele cargo no maior banco privado português.
“Só espero que essa solução seja encontrada com a maior brevidade possível e que seja uma solução que, de uma vez por todas, dê ao banco condições de estabilidade”, concluiu.
Os accionistas do BCP reúnem-se este sábado para tentar encontrar uma solução de liderança forte para o banco, após Vítor Constâncio, presidente do Banco de Portugal, ter proibido as candidaturas de todos os administradores desde 1999.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)