Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Ministro quer produzir vacina

O ministro da Saúde, Correia de Campos, afirmou que Portugal poderá produzir vacinas em cooperação com outros países em caso de uma pandemia da gripe das aves.
21 de Outubro de 2005 às 10:44
“A indústria farmacêutica nacional tem alguma sobrecapacidade que pode ser canalizada para a produção de uma futura vacina contra a gripe aviária. Tive contactos com alguma indústria nacional e há equipamento moderno, financiado com fundos comunitários, que poderá ser reconvertido para fabricar vacinas”, afirmou Correia de Campos ao Público, apesar de actualmente não serem produzidas no nosso país quaisquer vacinas.
Refira-se que a estirpe mais letal do vírus da gripe das aves, o H5N1, transmite-se ao homem através do contacto com animais infectados e já foi responsável pela morte de mais de 60 pessoas nos países asiáticos. Mas só quando este vírus sofrer mutações que o tornem transmissível entre humanos é que o mundo corre o risco de uma pandemia.
HUNGRIA GARANTE TER VACINA EFICAZ
Entretanto, o ministro da Saúde da Hungria, Jeno Racz, revelou esta sexta-feira que a vacina contra a gripe das aves que investigadores húngaros têm vindo testar é “100 por cento eficaz”. “Agora verificou-se que a eficácia da vacina é inequívoca”, salientou Racz, remetendo mais pormenores para uma conferência de Imprensa a realizar ainda hoje.
Ver comentários