Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

Monteiro defende operação mãos limpas

O líder do Partido da Nova Democracia (PND) defendeu este sábado a realização de uma “operação mãos limpas" entre a direita para que esta possa vir a constituir uma alternativa viável de governo ao Executivo de José Sócrates.
9 de Fevereiro de 2008 às 18:07
Manuel Monteiro defende que a direita não se conseguirá afirmar como uma alternativa ao Partido Socialista enquanto tiver "telhados de vidro" e sobre ela recaírem suspeitas de corrupção.
"É necessária uma operação mãos limpas para que a velha direita, tolhida e fragilizada pelo passado, seja substituída pela nova direita”, realçou Manuel Monteiro, alegando que “na direita portuguesa nem tudo é igual".
Para o líder do PND, é “preciso esclarecer de forma clara o que se passou na governação PSD/CDS, para que as notícias com negócios do Estado sejam clarificadas".
Referindo-se concretamente "aos negócios com o Casino do Estoril", Manuel Monteiro afirmou que essas notícias “são um facto político grave e muitos perceberão hoje algumas das razões que me levaram a sair do CDS.”
“Espero que os actuais dirigentes do PSD e do CDS, que pedem comissões de inquérito por tudo e por nada, tenham a coragem de pedir um inquérito parlamentar ao que os seus partidos fizeram quando estiveram no governo", desafiou.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)