Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Morreu José Barata, o último sobrevivente da Revolta dos Marinheiros de 1936

Esteve no Tarrafal, onde cumpriu 11 de 15 anos de pena de prisão.
7 de Junho de 2014 às 19:55
José Barata
José Barata FOTO: DR

O sargento-ajudante José Barata, o último sobrevivente da Revolta dos Marinheiros de 1936, morreu neste sábado, em Oeiras, aos 97 anos, informaram à Lusa um amigo e o presidente da Associação Nacional de Sargentos.

José Barata morreu de madrugada no lar das Forças Armadas.

O militar, condecorado em 1999 pelo então Presidente da República, Jorge Sampaio, com o grau de comendador da Ordem da Liberdade, participou na Revolta dos Marinheiros, de 8 de setembro de 1936, tendo sido deportado para o campo de concentração do Tarrafal, em Cabo Verde, onde cumpriu 11 de 15 anos de pena de prisão.

José Barata óbito Revolta dos Marinheiros 1936 Tarrafal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)