Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

Morreu o antigo capitão de Abril Eurico Corvacho

Eurico Corvacho, antigo capitão de Abril e membro do Conselho da Revolução (CR), morreu na passada quarta-feira em Lisboa, "vítima de doença prolongada", anunciou a família.
22 de Dezembro de 2011 às 15:23

Conotado com a chamada Esquerda Militar (ligada a Vasco Gonçalves) e com o PCP, Eurico Corvacho foi comandante da Região Militar do Norte (RMN) durante o Verão Quente de 1975, tendo sido substituído por Pires Veloso, "moderado" que tinha acabado de regressar de S. Tomé e Príncipe, onde hasteou a última bandeira portuguesa.  

Corvacho foi alvo, nessa função, de várias críticas, nomeadamente do PS – que a 27 de agosto havia promovido uma manifestação contra a sua permanência à frente da Região Militar Norte (RMN).  

Em Março de 1975, ainda na chefia da RMN, Corvacho participou numa conferência de imprensa difundida em directo na RTP em que invectivou contra a existência de organizações oposicionistas de direita ao processo revolucionário em curso.

 

Associação 25 de Abril expressa "enorme pesar"

A Associação 25 de Abril manifestou esta quinta-feira o seu "enorme pesar" pela morte de Eurico Corvacho, destacando o "papel fundamental" desempenhado pelo militar "na ação do Movimento dos Capitães e do Movimento das Forças Armadas na região do Porto".  

Em mensagem de condolências o presidente da associação, Vasco Lourenço, realça o percurso de um dos "sócios fundadores" da organização. "Eurico Corvacho foi um dos principais militares de Abril, no Norte do País, desempenhando papel fundamental na acção do Movimento dos Capitães e do Movimento das Forças Armadas, na região do Porto. Na sequência do 25 de Abril seria nomeado pelo MFA Chefe do Estado-maior da Região Militar do Norte, região que viria a comandar entre Março e Setembro de 1975, integrando o Conselho da Revolução até esta data", pode ler-se.  

Após a passagem à reserva, em Novembro de 1975, o militar passou a dedicar-se a "actividades comerciais e de cooperação com Angola". Associação informa ainda que o corpo de Eurico Corvacho estará na Basílica da Estrela a partir das 17h30 desta quinta-feira. O funeral realiza-se na próxima sexta no cemitério do Alto de S. João a partir das 13h00.

Eurico Corvacho Abril revolução óbito morte
Ver comentários