Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Morreu o panda fêmea oferecido pela China a Macau em 2009

Animal vivia num pavilhão dedicado à espécie na ilha de Coloane.
22 de Junho de 2014 às 18:00

O Instituto dos Assuntos Cívicos e Municipais de Macau anunciou este domingo a morte do panda fêmea oferecido pela China em 2009, por altura do 10.º aniversário da transferência de poderes do território de Portugal para a China.

O panda Xin Xin (em mandarim) ou Sam Sam (em cantonense), nascido em 2008, morreu de problemas renais que foram diagnosticados em finais de maio último e que foram agravados por ter entrado no período de reprodução, precisaram os técnicos daquele instituto.

O panda vivia num pavilhão dedicado à espécie na ilha de Coloane, Macau.

Os técnicos explicaram que a doença é rara e que só foi detetada através das análises regulares que eram feitas aos dois pandas (um macho e uma fêma) que tinham sido oferecidos pela China.

O pavilhão vai estar encerrado, pelo menos até terça-feira.

Os pandas em cativeiro - observaram os técnicos - podem viver mais de 30 anos, mas em ambiente selvagem a média baixa para 19 anos.

O instituto vai continuar a colaborar com os técnicos chineses dedicados à conservação dos pandas no sentido de perceber as causas desta doença.

Instituto dos Assuntos Cívicos e Municipais de Macau panda fêmea China
Ver comentários