Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Morreu Joaquim Campos

Antigo árbitro tinha 91 anos.
Lusa 18 de Março de 2016 às 22:37
Joaquim Campos representou Portugal nos Mundiais de 1958 e 1966
Joaquim Campos representou Portugal nos Mundiais de 1958 e 1966 FOTO: Fernando Ferreira

O antigo árbitro internacional português Joaquim Campos, que representou Portugal nos Mundiais de futebol de 1958, na Suécia, e de 1966, em Inglaterra, morreu esta sexta-feira aos 91 anos.

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, Pedro Proença, recordou, em declarações ao sítio oficial do organismo, a memória "de um dos melhores árbitros portugueses de sempre".

"Internacional ao longo de 20 épocas, Joaquim Campos prestigiou a arbitragem e o futebol português, não só como excelente árbitro que sempre foi, como também nas funções de relevo que desempenhou como observador e delegado, na UEFA e na FIFA. Deixa-nos a todos o seu exemplo de rigor, qualidade e seriedade", destacou Pedro Proença, também ele a ntigo árbitro internacional, endereçando à família enlutada o seu profundo pesar.

Fernando Gomes elogia antigo árbitro
O presidente da Federaçãoi Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, destacou a "carreira brilhante" de Joaquim Campos.

"Joaquim Campos foi uma das mais prestigiadas figuras da arbitragem e do futebol português de todos os tempos. Depois de uma carreira brilhante em Portugal e nos relvados internacionais, representando a arbitragem portuguesa nos Mundiais de 1958 e de 1966, continuou, como observador e delegado da UEFA e da FIFA, a ser uma garantia do prestígio do futebol nacional além fronteiras", pode ler-se na mensagem publicada por Fernando Gomes no sítio da FPF.

O líder federativo acrescentou que guardará, "além da cordialidade e simpatia pessoais, a memória de uma voz sensata, amiga da atividade que tanto defendeu", endereçando ainda à família enlutada, em seu nome e em nome da FPF, "os mais sentidos pêsames".

Vítor Pereira lamenta morte de Joaquim Campos
O presidente do conselho de arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, Vítor Pereira, lamentou a morte Joaquim Campos, que recorda como "o primeiro grande árbitro da história da arbitragem portuguesa".

"Lamento profundamente o desaparecimento de Joaquim Campos, que recordo como o primeiro grande árbitro da história da arbitragem portuguesa", pode ler-se na mensagem de Vítor Pereira enviada à agência Lusa.

Vítor Pereira recordou ainda que Joaquim Campos foi o primeiro árbitro português a estar presente em duas edições do Campeonato do Mundo e um dos três árbitros a quem a FIFA outorgou a sua insígnia especial.

"Foi um dos grandes nomes da arbitragem portuguesa e constituiu sempre o exemplo do que deve ser um ex-árbitro, sendo pedagógico nas suas intervenções, permanecendo ligado à atividade e à sua associação de classe e tendo sido diretor do jornal O Árbitro", pode ler-se ainda na mensagem.

O dirigente federativo endereçou condolências e toda a sua solidariedade à família de Joaquim Campos.

Joaquim Campos Portugal árbitro Suécia Inglaterra futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)