Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Morreu Qi Benyu, um dos principais propagandistas da Revolução Cultural chinesa

Lusa 21 de Abril de 2016 às 08:51

O académico e político Qi Benyu, um dos principais propagandistas do Partido Comunista da China (PCC) durante a Revolução Cultural (1966-1976), uma década vista hoje como catastrófica, morreu na quarta-feira, em Xangai, com 85 anos.

Qi era o último sobrevivente do grupo que dirigiu aquela radical campanha política de massas, lançada pelo fundador da República Popular, Mao Zedong, para "aprofundar a luta de classes sob a ditadura proletária".

Segundo recorda o jornal de Hong Kong South China Morning Post, Qi é considerado um dos responsáveis pela purga do então Presidente Liu Shaoqi, no início da Revolução Cultural.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)