Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Moscovo defende "cessar-fogo duradouro" para lançar diálogo

Combates entre forças ucranianas e separatistas pró-russos já provocaram centenas de mortos.
23 de Junho de 2014 às 08:32

O Ministério dos Negócios Estrangeiros russo afirmou, esta segunda-feira, ser necessário um "cessar-fogo duradouro", que acabe com os confrontos entre as forças governamentais e os rebeldes no leste da Ucrânia, antes de se iniciarem conversações de paz.

"Neste momento, afigura-se necessário um cessar-fogo duradouro, uma condição indiscutível para a construção de um diálogo entre as autoridades de Kiev e representantes dos manifestantes no sudeste da Ucrânia", referiu o ministério num comunicado emitido depois de uma conversa telefónica, que teve lugar no domingo, entre os chefes da diplomacia da Rússia e da Alemanha, Sergei Lavrov e Frank-Walter Steinmeier, respetivamente.

O Presidente da Ucrânia, Petro Porochenko, decretou na sexta-feira um cessar-fogo unilateral de uma semana na região leste do país, cenário de combates entre forças ucranianas e separatistas pró-russos, que já provocaram centenas de mortos.

moscovo ucrânia cessar-fogo diálogo
Ver comentários