Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

MP ACEITOU ADIAMENTO

O Ministério Público (MP) concordou com o adiamento do julgamento de Carlos Silvino, ‘Bibi’, requerido pelo respectivo advogado de defesa, José Maria Martins.
8 de Outubro de 2003 às 03:10
Enquanto parte processual, o MP (acusação) teria cinco dias para se pronunciar sobre o requerimento do advogado. Mas, segundo apurou o CM, o MP deu o seu parecer, ainda antes do despacho judicial, não se opondo ao adiamento do julgamento por considerar “importante o esclarecimento da questão prévia levantada pelo advogado de defesa”.
Em requerimento de 20 folhas no passado dia 3, José Maria Martins invocou a incompatibilidade de Adelino Granja, assistente de ‘Joel’ (uma das vítimas), descrevendo-a como “causa prejudicial não penal” (Art.º 7 do Código Penal). Numa página, o juiz Pinto Albuquerque deu “sem efeito o julgamento aprazado” por ter chegado ao tribunal “questão prévia prejudicial”.
Recorde-se que o CM já antes noticiára ser parte da estratégia da defesa o adiamento do julgamento com base na colaboração de ‘Bibi’ com a acusação no caso da Casa Pia.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)