Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

MP acusa estrangeiro infetado com coronavírus por violar confinamento obrigatório em Lagos

Jovem de 20 anos foi detetado pela PSP a conduzir na rua.
Lusa 9 de Julho de 2020 às 16:53
PSP
PSP FOTO: CMTV
O Ministério Público (MP) de Lagos, no Algarve, acusou um homem pelo crime de desobediência agravada por ter violado o confinamento a que estava obrigado por estar infetado com covid-19, anunciou hoje a Procuradoria.

De acordo com a informação publicada na página da Internet da Procuradoria da Comarca de Faro, o homem, de 20 anos, de uma nacionalidade estrangeira não especificada, estava obrigado ao confinamento no domicílio, imposto pela autoridade de saúde local, depois de lhe ter sido diagnosticada covid-19.

Segundo a acusação citada pela Procuradoria, "o arguido foi detetado no dia 26 de junho pela Polícia de Segurança Pública, a conduzir um veículo automóvel na rua, violando desse modo a obrigação de confinamento obrigatório no seu domicílio e que lhe tinha sido imposta pela autoridade de saúde local".

Face aos factos, o MP da secção de Lagos do Departamento de Investigação e Ação Penal de Faro "deduziu acusação para julgamento em processo abreviado [...] pela prática de um crime de desobediência agravada".

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 549 mil mortos e infetou mais de 12 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.644 pessoas das 45.277 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Lagos do Departamento de Investigação Ministério Público Faro Algarve Procuradoria questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)