Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Muco que cobre peixes pode ser fonte de novos antibióticos

Lusa 31 de Março de 2019 às 10:00

O muco que torna os peixes escorregadios pode ser fonte de novos antibióticos eficazes contra bactérias multirresistentes, como a 'Staphylococcus aureus', que provoca infeções graves, defendem investigadores num estudo que vai ser apresentado hoje.

A substância viscosa protege os peixes de bactérias, fungos e vírus presentes na água aprisionando os micro-organismos antes que estes consigam penetrar nos tecidos dos peixes e, de acordo com o estudo, que será apresentado na reunião anual da Sociedade Americana de Química, tem também uma composição rica em polissacarídeos (hidratos de carbono que integram estruturas orgânicas) e peptídeos (biomoléculas que agregam aminoácidos) com propriedades antibacterianas conhecidas.

Uma equipa de investigadores das universidades de Oregon e da Califórnia, nos Estados Unidos, liderada por Sandra Loesgen isolou em amostras de muco de peixes, retiradas tanto de espécies de águas profundas como de águas costeiras, 47 estirpes diferentes de bactérias, das quais cinco revelaram propriedades inibidoras da 'Staphylococcus aureus', responsável por muitas infeções hospitalares, e três manifestaram-se como inibidoras do fungo 'Candida albicans', que provoca doenças como a candidíase.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)