Não foram limpar mato na estrada da morte

Ascendi não pode ser constituída arguida, porque a moldura penal dos crimes não o admite.
Por Tânia Laranjo|04.05.18
Notícia exclusiva para assinantes. Para ler faça Login ou AssineSaiba mais aqui.
Dois funcionários da Ascendi são arguidos no processo relativo aos incêndios de Pedrógão Grande - no qual morreram 66 pessoas - porque tinham como função limpar as bermas da Estrada Nacional 236 e não o fizeram. Diz o Ministério Público (MP) de Leiria que lhes cabia a recolha do mato numa faixa ...
Exclusivos CMEste artigo é exclusivo para Assinantes Correio da Manhã
Se já é Assinante, faça o seu loginouClique para ler TODOS OS EXCLUSIVOS CM de hoje.
Obtenha o seu código de acesso com uma simples chamada telefónica (0.60€ + IVA). Se já tem código, insira-o.
Assine agora o Correio da Manhã Digital
  • Assine Acesso integral ao Correio da Manhã ePaper (tal como é impresso em papel, veja exemplo)
  • AssineAcesso ilimitado a todo o site do Correio da Manhã.
  • AssineTodos os exclusivos, opinião e análise da edição em papel.
Saiba mais
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!