Nicanor Parra vence Prémio Cervantes 2011

O poeta chileno Nicanor Parra foi galardoado, nesta quinta-feira, com a edição 2011 do Prémio Cervantes, o prémio mais importante das letras em língua espanhola, atribuído pelo Ministério da Cultura espanhol e com um valor de 125 mil euros.
01.12.11
  • partilhe
  • 0
  • +
Nicanor Parra vence Prémio Cervantes 2011
Nomeado várias vezes para o Prémio Nobel da Paz, Parra - que é formado em física e matemática - é considerado um poeta com ampla popularidade na América Latina Foto d.r.

Nicanor Parra, 97 anos, e cuja obra não está publicada em Portugal, era um dos favoritos para a edição deste ano.  

Nomeado várias vezes para o Prémio Nobel da Paz, Parra - que é formado em física e matemática - é considerado um poeta com ampla popularidade na América Latina.  

Descreve-se a si próprio como um "anti-poeta" e tornou-se conhecido por terminar todos os seus recitais com a frase ‘Retrato-me de tudo o que disse'.  

A sua primeira colecção, Poemas e Antipoemas (1954) é considerado já um clássico da literatura latina americana e uma das mas influentes colecções de poesia em língua espanhola de todo o século 20.  

Criado em 1975 pelo ministério espanhol da Cultura, o prémio tem o valor de 125 mil euros e distingue anualmente um escritor que, com o conjunto da sua obra, tenha contribuído para enriquecer o legado literário hispânico. 

Embora não figure no regulamento, habitualmente cumpre-se uma "lei não escrita", segundo a qual é entregue alternadamente a um autor espanhol ou latino-americano, pelo que este ano, já se esperava que o prémio recaísse num escritor latino-americano, já que na passada edição a escolha recaiu na escritora catalã Ana María Matute.  

Nos 35 anos de vida do Prémio Cervantes, só em três ocasiões a escolha recaiu numa mulher: a espanhola María Zambrano (1988), a cubana Dulce María Loynaz (1992) e a espanhola Ana María Matute (2010).  

A composição do júri do Prémio Cervantes, de 11 membros, mantém-se sempre em segredo até ao dia em que é anunciado o vencedor.  

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!