Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Nobel da Paz para El Baradei e AIEA

O Prémio Nobel da Paz 2005 foi atribuído à Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) e ao seu presidente, o egípcio Mohamed El Baradei, anunciou esta sexta-feira o Comité Nobel Norueguês, em Oslo.
7 de Outubro de 2005 às 10:18
Mohamed El Baradei
Mohamed El Baradei FOTO: d.r.
Escolhido entre 199 candidatos, El Baradei e a AIEA recebem o galardão pelo trabalho desenvolvido para prevenir a proliferação de armas nucleares no Mundo e a utilização da energia nuclear para fins militares.
A escolha de El Baradei e da AIEA para o Nobel da Paz ocorre no ano em que se assinala o 60.º aniversário do lançamento das bombas atómicas sobre as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, em 6 e 9 de Agosto de 1945.
Criada pelas Nações Unidas em 1957 para promover a utilização pacífica da energia nuclear, a AIEA conta com o apoio de 138 países-membros, tendo a sua sede instalada em Viena de Áustria.
Recorde-se que El Baradei, de 62 anos, foi confirmado recentemente para um terceiro mandato de quatro anos à frente da AIEA, que começa a 1 de Dezembro deste ano e termina a 30 de Novembro de 2009.
Ver comentários